A jornada

“Escolha um emprego que você ama, e não terá que trabalhar um só dia da sua vida.” Desde que escolhi a fotografia como profissão, constatei que a frase, atribuída ao filósofo chinês Confúcio, está correta. Admito que a minha atividade anterior, o design gráfico, me agradava bastante. Ainda assim, eu me via sempre ansioso pelos […]

Continue Lendo

Olhar não é ver

Alguns anos atrás, visitando a SP-Arte/Foto, feira que acontece anualmente em São Paulo e reúne galeristas especializados em fotografia, parei diante de uma dessas fotos que te puxam como um imã. Não era simplesmente o impacto visual da imagem ou o tamanho monumental em que foi impressa e emoldurada. A foto, clicada pelo inglês Martin […]

Continue Lendo

Viaje sozinha

São 23h08 no meu relógio de pulso. 19h08 no Brasil, para onde estou retornando. Decidi escrever (já que não consigo dormir em aviões) sobre algo que me veio na cabeça. Alguns meses atrás conversava com uma amiga que estava prestes a viajar de férias. Ela me pedia dicas para tirar boas fotos. — Viaje sozinha. […]

Continue Lendo

Pequenos momentos

Nunca fui um fotógrafo de paisagens, desses que buscam imagens que falam sobre o ‘espetacular’, o ‘grandioso’. Sempre me vi mais interessado em apontar a lente para os momentos pequenos, comuns até. Pessoas trabalhando, lendo, namorando costumam me atrair mais do que os clássicos cartões postais. Gosto da ideia de usar a câmera como um […]

Continue Lendo

Enquadre e espere

Este clique foi feito em Mandalay, Mianmar. Mais precisamente, na Kuauk Sit Tan, a extensa e movimentada rua que atrai turistas que desejam souvenirs e esculturas de todos os tamanhos imagináveis. A névoa levantada pelas serras elétricas chega a cobrir os artesãos da cabeça aos pés com a poeira branca vinda das pedras. O quadro […]

Continue Lendo

A tela em branco

“Inspiração existe, mas ela precisa te encontrar trabalhando.” A frase não é minha, infelizmente. É do Picasso, alguém melhor qualificado para falar do assunto. Quando escolhi uma profissão que envolvia criatividade (primeiro o design gráfico e, mais tarde, a fotografia), costumava acreditar que as ideias viriam como mágica, quando eu menos esperasse: no ônibus, no […]

Continue Lendo

Backstage

Às vezes tenho a sorte de ser contratado para desenvolver trabalhos que enxergo também como projetos pessoais – temas que me interessam e nos quais tenho a liberdade para inserir o meu olhar nas fotos. Enquanto escrevo, me preparo (emocional e fisicamente) para mais uma semana de moda. Duas vezes por ano faço uma cobertura […]

Continue Lendo

Foi sorte

Foi sorte. Mal pude pensar. Foi o tempo de erguer a câmera, três ou quatro cliques, e ele já havia cruzado o pátio. Ele ajeitava um dos panos que compõe seu traje vermelho, típico de Mianmar, como um toureiro em ação. (Os trajes mais alaranjados costumam indicar a Tailândia.) Foi sorte. Um dos cliques o […]

Continue Lendo

Fotógrafos e pescadores

Ah, o Rio… Realmente uma das cidades mais lindas do mundo. Deve ser essa mistura de metrópole com cidade pequena de praia que faz de lá um dos lugares mais deliciosos de registrar. Por algum motivo, que não sei explicar, adoro fotografar pescadores. Talvez por ser paulistano, talvez por me identificar com a atividade deles… […]

Continue Lendo

A nossa história

A foto foi feita rapidamente em Turks and Caicos, conjunto de ilhas britânicas no Caribe, durante um dos meus primeiros trabalhos como fotógrafo, em 2011. Algo na cena me chamou a atenção. Enquadrei. Cliquei. Dias depois, já de volta e repassando o material no computador, tive vontade de fazer uma ampliação dessa foto, que permanece […]

Continue Lendo

Retratos e fotos de moda

Em 2013 estive em Barcelona. Depois de percorrer os principais bairros – e uma boa dose de Gaudí – fiz o que mais gosto: perambular sem destino ou retornar aos lugares preferidos com a câmera no pescoço e observar… Tenho uma paixão especial por fotografar pessoas. Quando vejo alguém que chama minha atenção costumo pedir […]

Continue Lendo

Mais um começo

Fiz este clique em Colonia del Sacramento, no Uruguai. Por alguma razão, me sinto atraído por imagens que retratam algum tipo de solitude. Me identifico com o rapaz da foto. Quem sabe ele, como eu, more em uma cidade grande: milhares de prédios, milhões de pessoas, nenhum horizonte. Grato por ter encontrado, finalmente, algum silêncio. […]

Continue Lendo